O guia da parrilla uruguaia

Se você come carne e está com viagem marcada para o Uruguai, é muito provável que comer uma parilla esteja nos seus planos (se não estiver... faça me o favor!).


Mas o churrasco uruguaio é bem diferente do nosso, pelo menos do nosso aqui no Sudeste. Além de diferenças no preparo — o uruguaio faz churrasco na brasa de lenha e com uma churrasqueira diferente, com as carnes suspensas ou apoiadas na grelha inclinada —, há muita diferença também nos tipos de carne que você vai encontrar. Não espere uma picanha por lá (pelo menos não num churrasco raiz).



parrilla-uruguaia
Parrilla roots na casa de um amigo em El Caracol

Eu sou a favor de comer, ou pelo menos provar, de tudo, mas confesso que quando estive no Uruguai fiquei intrigada com alguns cortes e relutei um pouco. Acho que isso é consequência de um trauma que adquiri na argentina depois de comer rins pela primeira vez (e desavisada) numa parrilla (já provei várias vezes e sigo provando, mas miúdo definitivamente não é a minha praia). Por isso, aqui vai um pequeno guia da parrilla uruguaia ou tudo que você precisa saber antes de comer um churrasco no Uruguai ;)


Cortes clássicos


Cuadril: alcatra

Asado ou asado de tira: costela cortada horizontalmente

Bife angosto: contra filé

Colita de cuadril: maminha

Matambre: capa de costela

Bife de chorizo: miolo do contra filé

Ojo de bife: corte redondo da ponta do contra filé

Entrecote: ponta do contra filé

Lomo: filé mignon

Vacio: fraldinha


Outros cortes


Chinchulin: intestino

Riñon: rim

Molleja: timo (uma glândula do boi)

Choto: intestino de cordeiro

Chorizo: linguiça

Morcilla: chouriço (linguiça de sangue)

Salchicha parrillera: linguiça fina


Pontos da carne


Jugoso: mal passado

A punto: ao ponto

Cocido: bem passado


E aí, vai ter coragem de provar uma molleja ou um chinchulin? Quero saber!